A verdade sobre as prisões da FIFA


150527100702_fifa_624x351_afpHá poucos dias eu comentei com alguns amigos a vontade de escrever um texto relacionando futebol e política. Como partidos, coligações e ministérios tem a ver com federações, empresários e patrocínios, além de como a corrupção está presente em ambos. Passei um bom tempo pensando nisso, sem pressa pois deveria ser algo bem elaborado. Eis que hoje abro os portais de notícias e me deparo com a manchete “Operação em Zurique prende dirigentes suspeitos por corrupção no futebol”. Na reportagem explica que sete dirigentes da Fifa foram presos na Suíça após serem acusados por suspeitas em esquemas envolvendo um total de até US$ 150 milhões. Ah, meus amigos, a vida é linda, não é mesmo?

Tudo começou por conta do processo de escolha dos países sedes das copas de 2018 e 2022 (Rússia e Catar). Houve suspeita de compra de votos para que esses países fossem escolhidos.  Porém, o FBI decidiu ir mais a fundo e a investigação foi expandida para analisar os acordos da Fifa nos últimos 20 anos. Foi então que descobriram um grande esquema de propina, gestão ilegal e lavagem de dinheiro envolvendo direitos de transmissão na entidade máxima do futebol.

COPA_21

Aparentemente, autoridades americanas aproveitaram o congresso anual da FIFA onde todos os suspeitos estariam reunidos em um país (Suíça) que não colocaria obstáculos à extradição e efetuaram a operação.

As prisões e a investigação deixam dúvida sobre a transparência e honestidade do processo de escolha dos últimos campeonatos. Em dezembro de 2014, a Fifa fez sua própria investigação sua própria investigação de corrupção, mas decidiu não divulgar as descobertas.  Pouco tempo depois, o americano Michael Garcia que era autor do relatório, renunciou ao cargo.  Muito suspeito.

Um dos presos foi ex-presidente da CBF José Maria Marin,  uma figura que há muito tempo vinha sendo contestada e até odiada no meio do futebol, sendo por diversas vezes alvo das críticas do Senador Romário, a figura mais atuante na luta por maior transparência no futebol brasileiro. Não é exagero dizer que uma possível condenação dele é uma ótima notícia. Melhor ainda se Marco Polo Del Nero e Ricardo Teixeira fossem juntos.

Presos na operação / AFP PHOTO
Presos na operação / AFP PHOTO

A nota divulgada pela justiça norte-americana afirma ainda que investiga suposto pagamento e recebimento de suborno em um patrocínio “da CBF para uma grande empresa de roupas esportivas dos EUA”, provavelmente é a Nike, que fornece material desde 1997.

Não bastasse tudo isso, um campeonato nacional será investigado! O departamento de justiça também cita a Copa do Brasil, como uma das competições em que poderia ter havido corrupção nos direitos de transmissão e marketing, que são negociados pela Traffic, empresa chave no esquema. O dono da empresa, José Hawilla, aceitou devolver US$ 151 milhões (R$ 473 milhões) ao fazer um acordo e assinar sua confissão.

A verdade é que os podres da FIFA (e da CBF) já eram denunciadas a muito tempo. Em 2011, Andrew Jennings lançou no Brasil o livro Jogo Sujo, que escancara esquemas de compra de votos e outras sujeiras praticadas pela FIFA. Tudo milimetricamente documentado. Hoje ele é considerado o inimigo número 1 da entidade, sendo até banido dos eventos.

Créditos na imagem
Créditos na imagem

É uma pena o atual presidente da Fifa Joseph Blatter aparentemente não ser investigado, mas ainda há esperança: horas depois das prisões, autoridades suíças anunciaram que fariam sua própria investigação sobre o processo de escolha dos países-sede das Copas de 2018 (Catar) e 2022 (Rússia). Blatter tenta a reeleição no dia 30. Se conseguir, será o quinto mandato dele a frente da Federação.

Resta esperar que os presos sejam condenados casos as suspeitas se concretizem e torcer para que José Maria Marín não consiga se esconder atrás da justiça falha do nosso país chamado Brasil.

Juan Oliveira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s